Crime

Maníaco sexual preso em GO matou mulher e filhos em MT

Welligton matou esposa e dois filhos delas, sendo um deles com 3 anos

20/09/2019 10h25
Por: Redação
Fonte: Folha Max

Wellington Ribeiro da Silva, 52 anos, preso no estado de Goiás, suspeito de abusar sexualmente de 47 mulheres foragiu presídio Major PM Eldo Sá Correa, também conhecida como “Penitenciária da Mata Grande” em 2013. 

Aqui em Mato Grosso, o maníaco é acusado de matar a esposa, e os dois filhos dela, sendo um de 3 anos de idade. O caso ficou conhecido como “Chacina do Monte Libano”. Extremamente periculoso o Wellington era um dos criminosos mais procurados do Estado.

Após a troca de informações entre policiais civis do Núcleo de Inteligência Operacional da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (GEPOL) e policiais civis da Superintendência de Combate a Corrupção e ao Crime Organizado, órgão integrante da Secretária Estadual de Segurança Pública do Estado de Goiás deram cumprimento em nove ordens de prisão.

Em 1997, Wellington foi investigado pela polícia de Rondonópolis e apontado como autor do crime que na época gerou grande comoção e repercussão no bárbaro crime que ficou conhecido como a “Chacina do Monte Líbano”. Segundo informações dos autos de processos que tramitam pela Comarca de Rondonópolis, Wellington comandava uma quadrilha que praticava diversos roubos e homicídios. 

Triplo homicídio

Ele mantinha um relacionamento com Luzia Pereira da Cruz que tinha dois filhos de outros relacionamentos, um de dez anos de idade e outro de apenas três anos de idade. Depois de suspeitar que Luzia vinha repassando informações a polícia ele decidiu matá-la. Na noite do crime foi até a casa onde a vítima morava depois de conversarem durante algum tempo, ao abraçá-la, sem possibilidade de resistência esfaqueou a vítima violentamente. Em seguida matou o filho mais velho da vítima e o outro menorzinho de  3 anos. Os corpos foram encontrados dias depois.

Pelos crimes praticados Wellington foi sentenciado pela justiça e condenado a mais de 50 anos de prisão em regime fechado, chegou a ser preso, mas foragiu da Penitenciária da Mata Grande.

Crimes sexuais em GO

Em Goiás, Wellington é tratado como  “criminoso em série”, maníaco sexual, sendo investigado pelo cometimento de crimes sexuais contra  47 mulheres. A investigação aponta que 22 estupros confirmados com as vítimas identificadas e autoria reconhecida. 

Conforme informações repassadas pelo Delegado goiano Carlos Levergger, que coordena a força tarefa nas investigações, no momento da prisão, Wellington Ribeiro da Silva fazia uso de documento falso e foi autuado em flagrante delito pelo uso de documento falso.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Barra do Garças - MT
Atualizado às 00h06
28°
Poucas nuvens Máxima: 39° - Mínima: 23°
27°

Sensação

13.5 km/h

Vento

19.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas