Mato Grosso

Ministro diz que união de lideranças do Pará e de Mato Grosso pela BR 158 é inicio de nova era

Veja a matéria completa.

09/08/2019 17h46
Por: Redação
Fonte: Redação

Uma reunião ocorrida na ultima terça-feira (6) no Ministério de Infraestrutura, e que contou com diversas lideranças de políticas e representantes do setor produtivo dos estados do Pará e de Mato Grosso e o Ministro Tarcisio de Freitas definiu a solução para varias demandas da BR 158.

A caravana foi liderada pelo senador Zequinha Marinho (PSC/PA) e pelos deputados federais Joaquim Passarinho (PSD/PA) e Neri Geller (PP/MT) e contou com a presença de prefeitos, vereadores, presidentes de entidades e sindicatos rurais e também de outros parlamentares entre eles Nelson Barbudo (PSL/MT) e José Medeiros (PODE/MT) 

Durante a reunião, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinou a ordem de serviço para a construção de ponte de concreto sobre o Igarapé Água Preta, localizada na rodovia BR-158, entre os municípios de Redenção e Santana do Araguaia rumo à divisa com o estado do Mato Grosso.

O ministro disse que a união de lideranças e a assinatura representam o início de uma “NOVA ERA” do novo governo e que a iniciativa será essencial para garantir o escoamento da produção do Norte e do Centro-Oeste, além de incrementar a logística e promover a infraestrutura local.

“Essa assinatura representa o compromisso que o Governo Federal tem com os estados do Pará e Mato Grosso. Nossa meta é iniciar duas este ano e o restante até 2020”, destacou Freitas, de acordo com o ministro, de imediato serão trocadas todas as pontes de madeira ou em estado precário na rodovia, a ponte de concreto sobre o Igarapé Água Preta, será a primeira das seis pontes em estado precário que serão substituídas por novas, em concreto.

O senador Zequinha Marinho disse que essa conquista foi alcançada depois de muita luta da bancada dos dois estados “Conseguimos a substituição das pontes de madeira, conhecidas como ‘pontes assassinas’ pelas incontáveis tragédias provocadas ao longo destes anos”, frisou o senador paraense.

Já o deputado federal Joaquim Passarinho, relatou que a substituição das pontes faz parte do projeto de restauração da BR-158, uma das principais rotas de escoamento da produção de grãos do norte do Mato Grosso e do sul do Pará.

O Deputado Federal Neri Geller, relatou que de acordo com informações do ministro Tarcísio de Freitas, o governo federal deverá concluir o projeto executivo de restauração da BR-158 até o final deste ano. A expectativa é que em 2020 sejam iniciadas as obras de melhoria nos trechos pavimentados em precariedade da rodovia.

Para os presidentes de sindicatos rurais da região Norte Araguaia de Mato Grosso, outra questão foi crucial, no caso, eles defendem a manutenção do traçado original da BR-158, que corta a região Norte Araguaia, e ainda tem cerca de 120 quilômetros para serem pavimentados no trecho que passa pela reserva indígena de Maraiwatsede.

Os sindicatos da região foram representados pelos presidentes de sindicatos rurais de Vila Rica: Anísio Junqueira, o Netão de Santa Cruz Xingú: Otalécio Januário, de São José do Xingú: Fernando Tulha, de Confresa: Ubirajara Capuzzo e de Porto Alegre do Norte: Alessandro Pires, também estiveram na reunião o presidente da FAMATO: Normando Corral, o representante da APROSOJA: Edeon Vaz e o representante da APAMARA: Alexandre Lobo.

A diretora executiva da Associação dos Produtores dos Campos do Araguaia (Aprocampo), Genny Silva informou que a pauta principal da BR 158, teve dois momentos distintos nos dois estados, no primeiro momento foram tratadas as demandas do trecho localizado no Pará, onde foi definida a construção de novas  pontes, nesta ação o Ministério da Infraestrutura trocará todas as pontes de madeira ou em estado precário na via (seis no total), na reunião foi dada a Ordem de Serviço. para duas pontes, já num segundo momento será realizado o recapeamento e alargamento em vários trechos da rodovia

Já no segundo momento da reunião sobre a BR 158, a discussão girou sobre o trecho em Mato Grosso, onde o principal gargalo é sobre a pavimentação do trecho de terra que corta reserva indígena de Maraiwatsede. O presidente do Sindicato Rural de Vila Rica: Anísio Junqueira, o Netão, informou que ministro se mostrou muito favorável ao traçado original em Mato Grosso, e que ele citou que existem recursos suficientes para a execução das obras, porém pediu auxílio aos legisladores para desburocratizar o acesso a esses valores e a obra.

Um fator chamou atenção, todos os presentes se mostraram satisfeitos com a postura e clareza nas informações prestadas pelo Ministro Tarcísio de Freitas, que foi claro e em fático sobre a solução dos problemas enfrentados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Barra do Garças - MT
Atualizado às 00h11
25°
Muitas nuvens Máxima: 33° - Mínima: 22°
25°

Sensação

6.6 km/h

Vento

61.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas